Está entre os melhores cursos de Ciências Biológicas do país. Nota máxima no Enade e cursos 5 estrelas pelo Guia Quero Educação
Nossos programas de pós-graduação contam com docentes de reconhecimento nacional e internacional em suas áreas de pesquisa, e oferecem cursos de mestrado, doutorado e mestrado profissional
Com pesquisas publicadas nas melhores revistas, nossos pesquisadores tem colaborado efetivamente com o desenvolvimento das ciências biológicas.
Conheça nossos cursos de extensão e serviços oferecidos por nossos laboratórios e pesquisadores.
Valéria Helena Alves Cagnon Quitete

O laboratório de Biologia da Reprodução tem nos últimos 15 anos estudado as alterações do microambiente prostático como as lesões proliferativas associadas ou não ao processo de envelhecimento. A dinâmica do estroma prostático bem como as interações epitélio-estroma têm sido focos de estudo, visto o papel decisivo desses no desenvolvimento e progressão do adenocarcinoma da próstata, associado a processos como inflamação, angiogênese, estresse oxidativo. Nesses estudos, o uso de diferentes terapias, incluindo produtos naturais, como a jabuticaba, e um modelo de camundongo transgênico para o adenocarcinoma de próstata (TRAMP) são utilizados em conjunto com técnicas de imunohistoquímica, Western Blotting, microdissecção, morfologia, estereologia e PCR. Estudos in vitro com células prostáticas humanas andrógeno-dependente e andrógeno-independente têm sido avaliados, particularmente, considerando a relação entre o câncer de próstata e os processos de angiogênese, inflamação e estresse oxidativo.

Michela Borges

Pesquisadora (carreira Pq) e curadora de coleções científicas junto ao Museu de Diversidade Biológica (MDBio).
Pesquisas na área de taxonomia e morfologia de Echinodermata - Ophiuroidea; biodiversidade marinha; coleções científicas.

Fabio Papes

O laboratório do Prof. Dr. Fabio Papes possui duas principais linhas de investigação:
(a) Estudo molecular do Sistema Olfativo:
Neste projeto, o laboratório pretende compreender as bases moleculares do sistema sensorial mais primitivo encontrado em animais, o Sistema Olfativo, utilizando camundongos como animais-modelo e ferramentas de Biologia Molecular. Através de experimentos de manipulação genética (transgenia animal, optogenética, quimiogenética e tracejamento neuronal), o laboratório busca compreender como odores são detectados pelos dois órgãos sensoriais olfativos (epitélio olfativo principal e órgão vomeronasal), como a informação olfativa é transferida para as regiões olfativas do cérebro e como respostas comportamentais são geradas frente aos estímulos químicos. Em especial, o laboratório estuda comportamentos maternal e paternal, além de comportamentos defensivos e sexuais. O time realizou a publicação de inúmeros artigos científicos em periódicos de excelente impacto e possui várias colaborações em pesquisa com instituições no Brasil e no exterior.
(b) Estudo neurobiológico de doenças neurológicas e neuropsiquiátricas:
O laboratório do Prof. Fabio Papes estuda doenças do espectro autista, buscando compreender a patofisiologia dessas enfermidades, suas bases genéticas e seus mecanismos moleculares, com vistas ao desenvolvimento de estratégias terapêuticas farmacológicas e genéticas. Através do emprego de modelos celulares in vitro, especialmente aqueles derivados de pacientes, o laboratório emprega métodos de Biologia Molecular para estudar o autismo e seus processos celulares.

O Prof. Fabio Papes é um dos docentes no Laboratório de Genômica e Bioenergia (LGE) e do Centro de Química Medicinal (CQMED) da UNICAMP.