31
jan
2022

Carla Beatriz Collares Buzato

Nosso grupo desenvolve pesquisas com foco no estudo das interações célula-célula e célula-matriz mediadas pelas junções celulares e o seu papel na homeostasia tecidual, particularmente do tecido epitelial. As principais linhas de pesquisa atuais do grupo são: 1) entender os mecanismos de regulação das junções intercelulares em modelos in vivo e in vitro, 2) investigar a importância do contato célula-célula mediado pelas junções intercelulares no processo de maturação e disfunção das células beta pancreáticas durante o desenvolvimento e no contexto da diabetes melito tipo 2 (DMT2), e 3) estudar o papel da barreira epitelial intestinal mediada pela junção de oclusão na patogênese da DMT2 e sua regulação pela microbiota e por ácidos graxos de cadeia curta. Utilizamos no laboratório uma abordagem multidisciplinar que integra biologia tecidual e funcional, microscopia (de luz, eletrônico de transmissão e de varredura, confocal a laser) eletrofisiologia, fisiologia do transporte intercelular/transepitelial e biologia molecular (Western Blot e Real-Time PCR) para definir fundamentos da estrutura e função das junções celulares e entender os mecanismos de regulação dessas estruturas em modelos in vivo e in vitro. O desenvolvimento dessa linha de pesquisa pode contribuir para o nosso entendimento da função fisiopatológica das junções e dar subsídio a pesquisas que visem determinar formas e vias de regulação dessas especializações de membrana com possível aplicação no tratamento de determinadas doenças associadas à sua disfunção. (Grupo CNPq, Comunicação e Adesão Celular).

Dora Maria Grassi Kassisse

O Laboratório de Estudos do Estresse (LABEEST) estuda a resposta ao estresse quantificando marcadores do estresse bem como seu efeito sobre as respostas cardíaca e metabólica em modelos animais.

https://www.ib.unicamp.br/dep_bef/principal_labeest

Samantha Koehler

biologia e conservação de orquídeas e fungos micorrízicos